• Redação JM

2022. Desejo de viver, lutar, recomeçar, reconquistar e ser solidário!

No fim do ano nos deparamos com diversas sensações de agradecimento pela vida, pela continuidade das nossas rotinas que cada dia mais está voltando lentamente, aperto de mão, abraço, reuniões de famílias e amigos, dos passeios adormecidos em meio à pandemia, mas têm também aqueles que não conseguem sentir sensação de leveza e alívio porque ainda vivem o luto de alguma perda, seja amigo ou familiar.

Em 2020, amanhecemos em um dia tranquilo como outro qualquer e de repente tudo mudou, famílias se separaram, amigos não mais se encontraram, o medo tomou conta de todas as idades, o desemprego aumentou, o mundo ficou preto, o azul do céu deu lugar à nuvem cheia de milhares de lágrimas, de muitas perdas.

Como entender uma pandemia que jamais iríamos acreditar vivenciar, como aceitar a despedida de tanta gente em um tempo muito rápido, sem abraços, sem último adeus, sem nenhuma certeza de sobrevivência, sem palavras. Ainda estamos em meio a tudo isso, mas com a esperança que nos enche o coração. Esperança de dias melhores, de recomeçar da onde paramos, mesmo não estando tão completos. Pois, de certo modo, a perda de um ou de muitos comoveu a todos.

2021 foi o ano que começamos a respirar aliviados com a chegada da vacina cada vez mais acessível, algo que parecia tão distante, enfim chegou. Para isso, o futuro ficou mais perto, mais certo.

Exige coragem, desejo de viver, de lutar, de reconquistar e ser feliz. Mas, sabendo que nunca mais será do mesmo jeito. O recomeço implica sempre em mudanças nos nossos atos, nos nossos passos e até na nossa identidade. Nunca tivemos que refletir tanto, reavaliar, mudar, sofrer, mas 2022 requer imensa esperança que o céu volte a ficar azul, de dias sem muitos prantos e adeus.

Nós, do JM por exemplo, lamentavelmente perdemos muitos clientes assinantes para o vírus, outros por economia no custo de vida e por causa das regras dos protocolos.

O comércio também foi afetado, gerando prejuízos para alguns e mais para outros. Lamentamos dizer que houve perdas que não se recuperam mais, cada um deve procurar forças no seu Deus para recomeçar, reconquistar novamente e nunca esmorecer.

O desejo de recomeçar exige consciência de cidadãos parceiros, solidários com o comércio e comunidade local.

O JM deseja reconquistar todos os clientes que puderem continuar honrando a parceria e a companhia.

Então, embora todos recomeçar?

Feliz 2022!

Texto: João Sibirino

Adaptação: Jornal Minuano