top of page
  • Foto do escritorRedação JM

A missão é reconstruir: Solidariedade é nossa força!

Estenda sua mão amiga e junte-se a todo o povo brasileiro em apoio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

À medida que os rios avançaram, famílias e empresas sofreram com as perdas de vidas, objetos, utensílios, incluindo residências, animais e a dignidade mínima de sobrevivência.

À medida que as águas baixam, inúmeras famílias voltaram a se reencontrar sob o domínio de uma crise de enchentes devastadoras. Seus lares e meios de subsistência foram todos levados pela força implacável da natureza.

Em momentos como este, não é apenas compaixão que é necessária e sim, ação. Juntos, podemos fazer a diferença, estender a mão amiga para aqueles que mais precisam. Imagine acordar e descobrir que sua casa está submersa, seus pertences arruinados e seu futuro incerto. Esta é a realidade enfrentada por milhares de famílias em todo o Rio Grande do Sul.

Em meio ao caos e desespero, há esperança. Através do poder da ação coletiva, podemos fornecer alívio e apoio aos afetados pelas enchentes. O maior objetivo é oferecer assistência imediata às vítimas com suprimentos essenciais de higiene pessoal e produtos de limpeza, assim como alimentos, águas e roupas àqueles deslocados pelas enchentes. Mas a missão vai além da mera sobrevivência, lutar para restaurar dignidade e estabilidade às vidas daqueles que perderam tudo.

Devemos unir forças. Você se torna a luz de esperança nos momentos mais sombrios. Sua contribuição, seja grande ou pequena, pode fazer toda a diferença para alguém com necessidade. Juntando nossas forças, podemos reconstruir lares, comunidades e voltar ao futuro com dignidade.

Na crise, a solidariedade é nossa maior força. Vamos nos unir em apoio aos nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Vamos dizer a eles que não estão sozinhos. Que sua dor é sentida e suas lutas são nossas também. Juntos, podemos transformar o desespero em um mar de esperança e resiliência.

Como não poderia ser diferente, a mobilização da imprensa de todo o país, com a força conjunta do governo federal, movimentação de todos os estados brasileiros, com ajuda de donativos, máquinas e bombas de sugar para solucionar rapidamente o escoamento das águas. Países vizinhos, também ajudaram com o que foi possível.

Nossa gratidão a todos, incluindo os gaúchos que não foram atingidos, mas fizeram sua parte contribuindo. Daqui para frente as autoridades competentes devem se organizar e projetar o futuro sem sofrimento para todo o nosso estado e país.

Estudos deverão ser aprofundados e executados no menor tempo possível porque a angústia e insegurança tomaram conta dos atingidos. A tranquilidade jamais será a mesma.

Nos resta pedir a Deus que tenha piedade de todos nós!


 

 



 

 

 

 

 

留言


bottom of page