top of page
  • Foto do escritorRedação JM

Devido à chuva, Via-Sacra foi realizada dentro da Igreja Matriz Santa Bárbara

A tradição da Via-Sacra está intimamente ligada à chamada Paixão de Cristo e é um dos momentos mais emocionantes para quem segue a fé cristã.

Parte essencial do rito da chamada Paixão de Cristo na religião católica, a Via-Sacra (ou Via Crucis, em latim) seria o caminho sagrado relacionado com a morte de Jesus Cristo, o profeta judeu mais importante do cristianismo.

De acordo com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), entidade oficial do catolicismo no país, “a Via-Sacra consiste em seguir mentalmente ou fisicamente o caminho que Jesus percorreu carregando a cruz até o local da crucificação”.

O caminho, localizado atualmente na cidade de Jerusalém, em Israel, passa por 14 pontos e é considerado sagrado pelos católicos, além de ser especialmente lembrado durante a Quaresma e a Sexta-feira Santa (que ocorre durante a Semana Santa e relembra a crucificação de Jesus).

As representações dos 14 pontos por onde Jesus passou na Via Crucis são comumente encontradas nas paredes internas de igrejas e capelas por todo o mundo.

Já em Santa Bárbara do Sul, na sexta-feira, 29 de março, a Via-Sacra não aconteceu como de costume pelas ruas da cidade, devido à chuva. Com isso, foram percorridas as 14 estações dentro da Igreja Matriz Santa Bárbara, com a participação de fiéis.


 


Comments


bottom of page