• Redação JM

Pandemia, decepção e alegria na política!

Como ocorreu em vários países que tiveram eleições em plena pandemia de Coronavírus, no Brasil o índice de abstenções bateu recorde. O número de brasileiros que não compareceram às urnas no domingo (15), o mais alto no país nas últimas duas décadas. Foram registrados 23,15% de abstenções, frente a 17,5% na disputa passada para os cargos de prefeito e vereadores, em 2016. Cerca de 147 milhões de pessoas estavam aptas a votar, mas o TSE, contabilizou 113.281.200 votos e 34.121.874 abstenções.

Na nossa região, especificamente em Santa Bárbara do Sul e Saldanha Marinho, a política sempre foi competitiva como uma partida de futebol decisiva, porque não tem segundo turno. Esta eleição devido à pandemia, tudo ficou resumido, como o tempo de divulgação, visitas, contatos boca a boca, olho no olho, discursos, carreatas e observância de protocolos.

Se os protocolos foram seguidos corretamente pelos candidatos, certamente tivemos avanço na política. Pois, os próximos mandatários dos municípios terão de dar continuidade ao combate do Coronavírus. A princípio até achei que não houvesse eleição enquanto não liberassem a vacina, mas como no Brasil a política sempre esteve em primeiro lugar, então não é novidade. O povo continua na miséria, mas o dinheiro para a campanha sempre é liberado com antecedência e sem muita discussão, desde que a fatia do bolo seja maior sempre para eles. Entra governo sai governo, os mais necessitados continuam recebendo as migalhas, quando ganham.

Voltando ao nosso meio, como disse que eleição é como uma partida de futebol, onde ganha, empata e se perde. Quero com isto chamar a atenção de todas as coordenações de campanhas, cabos eleitorais, partidos políticos para que definam as eleições como uma disputa normal e saudável. Jogo de futebol tem de tudo, como discussão, agarração, chute na canela, cabeça com cabeça, brigas, mas nada disso deveria ocorrer porque são pessoas defendendo sua equipe, todos querem ganhar e isto é ótimo, desde que não precise humilhar, maltratar ou matar alguém.

Então amigos, a vida é tão importante quanto a amizade e respeito, pois com estas duas palavras você terá sempre mais pessoas ao seu redor, e para isto precisa estar vivo. Terminou as eleições, vamos procurar os adversários políticos, conversar civilizadamente, pedir desculpas ou se desculpar se for necessário, elogiar ou parabenizar se for preciso. Não se deem as costas um para o outro, porque nossos municípios são pequenos para se dividir, mas todos devem ter a consciência de que somar sempre será a melhor solução. Transitar, cruzar todos os dias na mesma rua, cidade, cumprimentar, apertar as mãos ou dar um abraço, é tudo o que o ser humano consciente necessita.

Por enquanto siga os protocolos, parece que a vacina está próxima, a ansiedade é grande, pois estamos com saudade de ver o rosto inteiro de cada cidadão santa-barbarense e saldanha-marinhense.

O fim do ano está chegando. Prefiro amizade, paz, respeito e você? Pense nisto!



  • Ícone do Facebook Branco
  • whats
  • whats
  • email
  • email

Gráfica e Editora Minuano Ltda / Jornal Minuano

Diretor: João Sibirino
Dpto. Comercial: Edi Rejane Mentz 

Redação/Design: Vitor Fernando Lirio e Luciane Schneider
Entregas / Cobranças: Álvaro Gerlack

© Criado por Jornal Minuano

 Av. Eduardo de Brito, 467 - Santa Bárbara do Sul-RS - CEP 98.240-000 - Tel: (55) 3372-1221 - WhatsApp: (55) 99161-5059

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Minuano.