• Redação JM

Primavera: Rainha das estações!

O mês de setembro é marcado pelo desabrochar de várias espécies de plantas. Isso acontece devido à chegada do equinócio de primavera, considerada uma das estações mais agradáveis aos brasileiros. Por conta do equilíbrio da sua temperatura e o aumento da umidade do ar, a paisagem dos campos vai se modificando.

No entanto, apesar de estar relacionada às flores, a primavera também é muito benéfica a culturas de várias regiões. O volume de chuva da estação contribui para aumento da umidade do solo, a qual é essencial para o desenvolvimento do ciclo e rentabilidade da cultura.

É por isso que muitos produtores a chamam de safra das águas. Logo, o produtor precisa se preocupar com bom manejo da cultura, afinal possui curto espaço de tempo para errar nos cuidados necessários. Todos os nutrientes são necessários. O mais requerido é o nitrogênio, que demanda fornecimento por meio de fertilizantes nitrogenados, uma vez que a fixação biológica dificilmente supre a demanda da cultura, seguido de outros produtos. Os micronutrientes, embora requeridos em menores quantidades, são fundamentais para altas produtividades. Apesar do clima favorável e da nutrição equilibrada, é preciso ter atenção com doenças e o processo da colheita do cultivo.

Especialistas também afirmam que, como a indústria é a céu aberto, o produtor tem muitas preocupações e incertezas com relação ao clima e à expectativa de produção. É importante realizar manejo de excelência e ter controle dos custos de produção, para que, nos anos de clima adequado e bons preços, o produtor consiga ter bons lucros, inclusive para superar momentos de dificuldades.

A característica mais marcante da primavera é o aparecimento das flores, em espécies, quantidades variadas e abundantes. Em cada esquina pode-se perceber a presença da estação, devido às belezas da flora. Nesse período também ocorrem as reproduções dos animais, em face do aquecimento das temperaturas. Borboletas enfeitam a estação, com suas cores brilhantes e reluzentes, enquanto pássaros e cigarras trazem a graça de seus cantos. Abelhas voam de flor em flor à procura de néctar, para a produção de mel. Durante a estação, também acontecem mudanças na umidade do ar, que na estação anterior se apresentava muito seca, no inverno. As chuvas tornam-se constantes, passando a cair nos finais das tardes, em consequência do calor e à própria umidade que aos poucos é elevada.

O nordeste brasileiro é castigado com as secas nessa época, e no sul do país as chuvas aparecem em menores quantidades. O Brasil é um país que contém uma das maiores diversidades das espécies vegetais e animais do planeta. O termo primavera originou-se do latim, através da junção das palavras primo e vere que significam começo do verão. Em nosso interior, a primavera significa o início de novo ciclo, com a possibilidade de nascer e renascer, seja com a criação de novos hábitos, pensamentos ou sentimentos de esperança. Como é maravilhoso ser acordado por coro de pássaros, animais cantando ou se comunicando do jeito deles e o cheiro das flores.

“É realmente presente da natureza, e nós agradecemos ao Criador!”

Texto: João Sibirino

Adaptação: Jornal Minuano