• Redação JM

Retorno da Via-Sacra em Santa Bárbara do Sul

Após dois anos de pandemia, na sexta-feira (15), aconteceu a tradicional Via-Sacra ao vivo pelas ruas de Santa Bárbara do Sul, com fé e orações.

Centenas de pessoas se reuniram em caminhada pelas ruas, às 19h30, saindo da Capela Nossa Senhora de Fátima, na Rua Lauredano Lírio, dirigindo-se até a Igreja Matriz Santa Bárbara, onde o padre João Alberto Bagolin concluiu a celebração.

As 14 estações da Via-Sacra foram visualizadas com brilhantismo pelas comunidades da Paróquia, dando ainda mais profundidade, realismo aos sentimentos provocados pelo contexto e a reflexão desenvolvida na celebração diante dos personagens vivenciando o momento.

A Via-Sacra, também chamada de Via Crúcis, é o trajeto seguido por Jesus carregando a cruz, que vai do Pretório até o Calvário. O exercício da Via-Sacra, como também é chamada, consiste em que os fiéis percorram mentalmente a caminhada de Jesus carregando a Cruz desde o Pretório de Pilatos até o Monte Calvário, meditando simultaneamente a Paixão de Cristo. Tal exercício, muito usual no tempo da Quaresma, teve origem na época das Cruzadas (do século XI ao século XIII): os fiéis que, então, percorriam, na Terra Santa, os lugares sagrados da Paixão de Cristo, quiseram reproduzir, no Ocidente, a peregrinação realizada ao longo da Via Dolorosa em Jerusalém.

Por “Via-Sacra” entende-se exercício de piedade segundo o qual os fiéis percorrem mentalmente com Cristo o caminho que levou o Senhor do Pretório de Pilatos até o Monte Calvário; compreende quatorze estações ou etapas, cada uma das quais apresenta uma cena da Paixão a ser meditada pelos discípulos de Cristo.

Mesmo com o passar dos anos, a comunidade santa-barbarense se reuniu para rezar durante a procissão, meditando as 14 estações vivenciada por Jesus Cristo, tendo assim diversos fiéis e admiradores acompanhando a Via-Sacra.

Texto e fotos: Jornal Minuano