• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

Gráfica e Editora Minuano Ltda / Jornal Minuano

Diretor: João Sibirino
Dpto. Comercial: Edi Rejane Mentz 

Redação/Design: Vitor Fernando Lirio e Luciane Schneider
Entregas / Cobranças: Álvaro Gerlack

© Criado por Jornal Minuano

 Av. Eduardo de Brito, 467 - Santa Bárbara do Sul-RS - CEP 98.240-000 - Tel: (55) 3372-1221 - WhatsApp: (55) 99161-5059

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Minuano.

  • Redação JM

Tentativa de roubo à agência Sicredi de Saldanha Marinho

Atualizado: 7 de Jun de 2019

A reportagem JM esteve na agência do Sicredi de Saldanha Marinho e entrevistou o capitão Vinícius, subcomandante do 16º Batalhão de Cruz Alta, que relatou os fatos ocorridos durante a noite.

Era aproximadamente 3h da madrugada de sexta-feira (24), quando a comunidade saldanha-marinhense foi surpreendida e despertada por estampidos de armas de fogo e explosões.

Segundo o capitão Vinícius, comentários de moradores da cidade, primeiramente aconteceram tiros e explosões em diversos pontos da cidade, acredita-se que seriam para desviar a atenção da comunidade, uma vez que o alvo principal seria roubar a agência bancária. Foram estouradas as portas de acesso à agência e colocadas bombas ou dinamites para explodir os caixas eletrônicos. A tentativa foi frustrada porque os artefatos não explodiram e os meliantes fugiram. Então, a Perícia e Bope de Porto Alegre foram acionados para comparecerem ao local, fazer os levantamentos necessários e procedimentos de segurança com isolamento da área, posteriormente remover os explosivos com auxílio de robô.

Acredita-se que eram 3 indivíduos conduzindo automóvel avistado na Avenida Silva Tavares, em frente à agência, no momento em que ônibus passava pelo local e foi abordado pelos meliantes armados que obrigaram o motorista a retornar e seguir por outro caminho até a Estação Rodoviária.

Para maior segurança da comunidade, a partir das 15h, o capitão Vinícius ordenou o fechamento e evacuação de todos os estabelecimentos comerciais e residências próximos à agência, a fim de fazer a remoção ou detonação dos explosivos. A operação iniciada com cuidado pela Perícia e Bope, felizmente não houve vítimas, nem reféns por parte dos meliantes. A operação de remoção foi realizada com êxito como destacou o capitão Vinícius.

O desfecho foi ao final da tarde com a detonação dos explosivos. Finalmente foram liberados o acesso e o trânsito para a comunidade sadanha-marinhense, que presenciou um contingente militar digno de uma operação de guerra.

A reportagem agradeceu o capitão Vinícius e seus comandados pela gentileza de atender e fornecer as informações corretas necessárias para o Jornal Minuano dividir com a comunidade e assinantes.

Texto: JM / Fotos: JM e Bruna Assinck