• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

Gráfica e Editora Minuano Ltda / Jornal Minuano

Diretor: João Sibirino
Dpto. Comercial: Edi Rejane Mentz 

Redação/Design: Vitor Fernando Lirio e Luciane Schneider
Entregas / Cobranças: Álvaro Gerlack

© Criado por Jornal Minuano

 Av. Eduardo de Brito, 467 - Santa Bárbara do Sul-RS - CEP 98.240-000 - Tel: (55) 3372-1221 - WhatsApp: (55) 99161-5059

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Minuano.

  • Redação JM

Ajude o Samuel!

A fé tem sido o amparo para jovem família do interior de Ibirubá. André Kussler e Rosana Iora moram na localidade de Boa Vista, interior do município. Em 2017 o casal descobriu que ela estava grávida de um menino. Em meio aos preparativos para fazer o enxoval, Rosana e André tiveram um susto quando o menino acabou nascendo prematuro. Passado esse momento, o pequeno Samuel Iora Kussler crescia saudável, sem nenhum problema.

A rotina da família começou a mudar quando Samuel apresentou infecção na garganta, segundo o pai: “Foi assim: ele começou com um vírus normal de garganta. Depois de 4 dias fizemos exames e deu uma bactéria no intestino e uma no pulmão.”

No sábado, 06 de julho, começou o tratamento. “Ainda no hospital de Ibirubá, das 21h às 3h, ele foi piorando drasticamente…foi muito rápido, teve a chamada Sepse”.

Samuel foi levado a Passo Fundo e lá a familia enfrentou o momento mais difícil, relata André. “Chegamos em Passo Fundo com ele desfalecendo. Faz 15 dias que estamos em tratamento, o quadro dele é grave”.

O pai falou sobre os momentos difíceis que passou, e as conversas com o corpo clínico do hospital. “Teve pioras que os médicos falaram que não tinha mais volta. Mas nossa fé é maior que tudo. Os órgãos estão parados, ele está demorando para reagir… Mas vai sair, ele é forte, um guerreiro.”

A família pede a todos que coloquem Samuel em suas orações. Quem puder doar sangue ao pequeno Samuel deve procurar o Hospital São Vicente de Paulo de Passo fundo, das 8h às 15h.