• Redação JM

Dia Internacional da Mulher!

Em 08 de março, comemoramos o “Dia Internacional da Mulher” e esta semana em nossa coluna compartilho conversa com a colega Tânia Rodrigues.

Tânia é assistente administrativa da Emater/RS-Ascar, atualmente lotada no escritório municipal de Santa Bárbara do Sul e residente em Panambi. Possui formação como pedagoga, técnica contábil e atualmente em fase de conclusão em tecnólogo em meio ambiente.

Tânia, o que o Dia Internacional da Mulher significa para você?

Um dia para refletirmos sobre a mulher na sua integralidade. O que somos, o que buscamos, quais os desafios que temos que enfrentar numa sociedade que ainda impera o machismo e o desrespeito com a mulher. Mais que comemorar, é o momento para questionarmos os diferentes caminhos que temos para desbravar e mostrar à sociedade nosso real valor. Apesar de tantas coisas relacionadas à mulher terem saído de sua insignificância, temos muito a enfrentar e o maior deles é o respeito.

Sobre a maternidade...

A maternidade é sublime. Tem muitos desafios, mas todos são compensadores. Acredito que quando somos escolhidas para esta missão, a mais especial de todas, nosso coração e corpo já estão preparados para vencer o que vier. Os filhos nos darão a força e são a luz que nos guiam e nos mantêm em pé.

Sobre a Tânia mulher...

A Tânia mulher tem 49 anos. É composta de uma sonhadora, mãezona de quatro filhos, esposa, profissional, dona de casa, agricultora, boa cozinheira e estudante. Assim como outras tantas mulheres me identifico como uma pessoa criativa, otimista e afinada com os desafios da vida. Às vezes tropeço, canso, mas carrego a força e a coragem da minha ancestralidade, mães, tias e avós que foram mulheres “além de seu tempo”, que me ensinaram que a maior força e coragem está dentro de cada uma de nós. Somos capazes de enfrentar de cabeça erguida sempre.

A Tânia e a responsabilidade de educar filhos no mundo atual...

Educar nossos filhos é sem dúvida um dos maiores e complexos desafios. Numa sociedade onde temos que encarar a cada dia provas desafiadoras. Ao educar nossos filhos devemos propiciar que estes sejam responsáveis, amorosos, respeitados, estudiosos, mas também fazê-los entender que a sociedade “é a extensão de nossos lares”, cabendo a cada uma de nós cuidar, zelar e entender que o respeito às escolhas das pessoas compete a cada indivíduo. Compreendo como mãe que tudo o que uma criança vivencia e aprende dentro de sua casa ela leva para o mundo.

Conciliar mãe, mulher, esposa, filha e profissional: fale sobre isso...

Ao falar da multiplicidade de ser mulher e conciliar tudo isso, eu digo que não é fácil, mas somos capazes sim de provarmos à sociedade todos os dias. Confesso que às vezes é cansativo, mas o prazer de poder chegar onde queremos enfrentando de frente todas as mazelas e as canseiras diárias faz a gente seguir. Tudo o que te desafiaste enobrece, ajuda no teu crescimento e te ensina a ver a vida com “poder e ousadia”.

Fonte e foto: Analu Mello de Mello/Emater