• Redação JM

Emater de Saldanha Marinho promoveu oficinas de processamento do pescado para famílias rurais

No mês de abril, a extensionista rural e nutricionista Délis Schwertner da Emater de Saldanha Marinho realizou oficinas de processamento do peixe com grupos de mulheres rurais, em São Roque, Alto Jacuí e Passo da Felipa, contando com a participação de 30 famílias rurais.

Nas oficinas, foram apresentadas formas diferenciadas de elaborar este alimento, que normalmente é preparado da forma frita, como relataram as participantes.

Então foram confeccionadas as seguintes receitas: peixe assado à parmegiana, patê de peixe, caldo de peixe, e panqueca integral com recheio de peixe e ricota.

O objetivo foi fomentar a produção do pescado e seu consumo pelas famílias rurais do município, uma vez que o peixe é alimento de alto valor nutricional e de fácil digestibilidade, cuja recomendação é que esteja presente na mesa em pelo menos dois dias da semana (OMS).

Esse trabalho fez parte das atividades do programa Socioassistencial, inscrito junto à Assistência Social, o qual a Emater RS-Ascar desenvolve com 50 famílias rurais de Saldanha Marinho.

Fonte e fotos: Ascar/Emater - Saldanha Marinho

Eliane de Assis - Assessora de Comunicação da Prefeitura Municipal