• Redação JM

Lamentar ou comemorar!


Na sexta-feira (16), a população santa- barbarense foi surpreendentemente despertada ao som de helicóptero e sirenes declarada posteriormente operação secreta. A operação contra o tráfico de drogas denominada “Faroeste Caboclo”, foi planejada por autoridades de diversos setores da segurança pública, estadual, regional e municipal. Elogiável, porque os cidadãos de bem os acolheram eufóricos com sede de justiça. Os lamentos por parte de famílias santa-barbarenses é de que estavam perdendo os filhos para o tráfico e sem poder fazer nada.

A ação repentina foi uma demonstração de que com planejamento as coisas funcionam desde que não haja policiais corruptos, como acontece nos grandes centros urbanos onde as operações muitas vezes são frustradas com baixa no grupamento. Quando o cidadão puder confiar na polícia ou a quem tem o dever de protegê-lo, as coisas mudam e a recepção é cordial. As contradições existem, muitos se sentem envergonhados quando um município pacato como Santa Bárbara do Sul, de repente aparece no mapa do tráfico, exigindo quase uma operação de guerra comparando-se ao combate nas grandes cidades. Podemos dizer que uma cunha libera a outra, no caso os traficantes estão sendo atacados nas grandes cidades procurando continuidade e esconderijo no interior lamentavelmente.

Daqui para frente, estas operações deverão se repetir em várias cidades do interior. Isto só é bom para quem gosta de guerra e péssimo para a população. Calmarias e tranquilidades lamentavelmente acabarão, vamos ter que conviver com a desconfiança um do outro porque até pais são surpreendidos. Famílias de todas as camadas sociais podem estar envolvidas sem saber, ou sabem, mas não tem coragem de denunciar o traficante ou até mesmo o próprio filho. Isto acontece porque elegemos políticos incompetentes que criam leis porcas que protegem mais os delinquentes do que o cidadão de bem. Se o consumidor e o traficante de drogas fossem punidos com pena de morte, certamente não haveria poderosos no comando. Um país, onde o emprego tornou-se quase impossível é fácil prever a tendência dos jovens desinformados e o lamento dos pais de família implorando pela volta do filho perdido para os traficantes.

Vamos pensar positivo, comemorar a ação, porque ainda podemos contar com policiais honestos e confiáveis. Se um dia não confiarmos mais na polícia, certamente perderemos a guerra e os filhos para o tráfico. Quais poderão ser os vencedores, certamente aqueles que têm o poder da lei porca, onde um prende e outro solta.

Parabéns aos integrantes da operação Faroeste Caboclo. Queremos que sempre nos protejam. Sabemos que a função consiste na dedicação e doação da vossa vida para nos salvar. Não queremos perder ninguém, muito menos você guardião do povo. Um policial deve ser íntegro e confiável como anjo da guarda para podermos sempre ter orgulho, admiração pela dedicação e competência.

  • Ícone do Facebook Branco
  • whats
  • whats
  • email
  • email

Gráfica e Editora Minuano Ltda / Jornal Minuano

Diretor: João Sibirino
Dpto. Comercial: Edi Rejane Mentz 

Redação/Design: Vitor Fernando Lirio e Luciane Schneider
Entregas / Cobranças: Álvaro Gerlack

© Criado por Jornal Minuano

 Av. Eduardo de Brito, 467 - Santa Bárbara do Sul-RS - CEP 98.240-000 - Tel: (55) 3372-1221 - WhatsApp: (55) 99161-5059

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Minuano.