top of page
  • Foto do escritorRedação JM

Caminhos para a felicidade!

A busca pela felicidade é uma das conquistas mais desejadas pelas pessoas em todo mundo. Foi tema de músicas e até mesmo já figurou como objeto de pesquisas acadêmicas nas maiores universidades do planeta. Muitas vezes, a busca pela felicidade é realizada de maneira irreal e tóxica, que levanta a questão: Será que essa procura a todo custo é saudável?

Especialistas, psiquiatras e psicólogos querem entender exatamente o porquê das pessoas terem esse anseio em encontrar a felicidade de formas extremas e qual é a maneira mais saudável para lidar com tal busca.

A felicidade é estado de satisfação, contentamento e bem-estar, por isso é natural que as pessoas a procurem. Aquele momento da vida que você gostaria de repetir. Que você não gostaria que acabasse e por te fazer tão bem cria oportunidades para mais momentos semelhantes.

Para os psiquiatras, a procura das pessoas começa por idealização de estado que elas mesmas nomeiam como felicidade. A pessoa se apega ao conceito de felicidade, de onde quer chegar, que não foi necessariamente traçado por ela mesma e sim pelas circunstâncias de vida, seja pelo ambiente, criação, genética, condicionamento de valores e essência. A busca pelo prazer imediato, dificuldade de lidar com as próprias emoções, competitividades, armadilha das comparações, almejar a vida dos famosos e influenciadores a todo custo não é maneira saudável de ser feliz.

Especialistas frisam que em muitos casos as pessoas tentam encontrar na vida dos outros, algumas coisas que possam as tornarem felizes e que isso apenas reforça a busca sem medidas da felicidade. Buscar a suposta felicidade do outro, acabam se perdendo, não descobrindo a sua própria.

É importante dar um passo para trás do que você está fazendo para saborear, tentar ter o entendimento, compreensão, principalmente a consciência de que está vivendo muito bem independentemente se é o fim do processo, meio ou começo dele. Também sobre a expectativa de perseguir e encontrar a felicidade.

O desejo e vontade de chegar até a felicidade deve ser efetuada ao descobrir o que faz cada um feliz, encontrando sentido na própria existência. Prestar mais atenção naquilo que se tem ao invés de lamentar aquilo que falta, viver com intensidade que torne os momentos especiais sem a necessidade de esperar por tais momentos, perceber a beleza mesmo na dor e acima de tudo ser grato. Cultivar hábitos que trazem prazer, mesmo que seja apenas por alguns momentos do dia, ou só no final de semana já podem ajudar. Estar com a família, ler jornais e livros. São metas que precisam ter constância e quando você a introduz causa mudança significativa no bem-estar. Viver o presente, estar em paz com o mundo, respeitar o semelhante, perdoar e ter a consciência tranquila.

A maior felicidade é viver, usufruir de tudo aquilo que Deus criou e nos deu como presente. Nós ainda achamos pouco. Pense nisto!


 


Comentários


bottom of page